banner01

Sintomas do Câncer de Pele: quais manchas são preocupantes?

Neste artigo do Blog da Amparo Saúde, tendo em vista a urgência do tema, explicaremos tudo sobre o câncer de pele e como você pode preveni-lo.

O câncer de pele é o crescimento anormal de células da pele que geralmente se desenvolve em áreas expostas ao sol, como rosto, couro cabeludo, braços, pernas e tórax, mas também pode se formar em locais que normalmente não são expostos à radiação solar.

É o tipo de câncer mais comum no Brasil e no mundo, correspondendo a 30% de todos os tumores malignos registrados no país, segundo o Ministério da Saúde, e geralmente atinge pessoas com mais de 40 anos, sendo raro em pessoas negras e crianças. Além disso, também existem outros fatores de risco para o câncer de pele

  • Exposição prolongada aos raios ultravioletas, sobretudo, durante a infância e adolescência
  • Ter pele branca ou ser albina(o)
  • Ter pele branca com olhos claros e cabelo loiro ou ruivo
  • Ter histórico familiar da doença
  • Já ter tido câncer de pele

Como em todos os tipos de cânceres, ter um ou mais fatores de risco não necessariamente implica que você desenvolverá a doença. Por isso, não precisa se desesperar. É importante ter atenção aos sintomas que falaremos adiante e falar com o seu médico de família ou dermatologista.

Pele ressecada? Confira dicas para acabar com o problema. Clique aqui.

Tipos de câncer de pele

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, existem três tipos principais de câncer de pele, de acordo com o tipo de células afetadas. Contudo, existem várias outras lesões de pele que são consideradas parte de um amplo guarda-chuva do câncer de pele. A boa notícia, porém, é que, apesar de algumas lesões poderem ser cancerígenas, nem todas o são. A seguir, listamos os tipos mais comuns de câncer de pele:

  • Carcinoma basocelular: a forma mais comum da doença, responsável ​​por 90% de todos os casos de câncer de pele. São massas de crescimento lento mas progressivo que costumam aparecer na cabeça ou no pescoço.

Apesar de ser o tipo de câncer que mais atinge as pessoas, esse tumor não tem tantas chances de se espalhar para outros tecidos e órgãos

  • Carcinoma espinocelular: este tipo de câncer de pele se desenvolve nas  camadas externas da pele e é geralmente mais agressivo do que o carcinoma de células basais. Pode aparecer como lesões vermelhas e escamosas na pele.
  • Melanoma: o melanoma se forma nos melanócitos, as células da pele que criam o pigmento, e é o que causa mais mortes pela doença. Este tipo de câncer de pele é menos comum, com 3% dos casos no Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer, mas é o tipo mais perigoso de câncer de pele. 

No mundo, são registrados 200 mil novos casos de melanoma, segundo a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer.

Além disso, existem algumas lesões que são consideradas pré-câncer, como a ceratose actínica e manchas vermelhas ou rosadas da pele que não são cancerosas, mas podem evoluir para carcinoma de células escamosas.

Clique aqui para receber dicas de saúde direto no seu e-mail

Quais os sintomas do câncer de pele

Alguns tipos de câncer de pele podem não causar sintomas. Contudo, precisamos observar mudanças e alterações repentinas na pele, como o surgimento e crescimento rápido de uma mancha ou mudanças em manchas antigas.

Fique tranquila(o), pois uma mancha que você tem desde criança, e que permanece igual com o tempo, dificilmente será um risco. 

Por isso, é necessário conhecer a sua pele, observando-a atentamente. Essa é a dica de ouro. Alguns médicos, inclusive, recomendam que você faça auto exames periódicos em frente ao espelho para observar a sua pele, sobretudo, em áreas mais expostas ao sol como couro cabeludo, rosto, braços, pernas e tórax. 

Durante esse auto exame, esteja alerta para os sintomas a seguir:

  • Lesões cutâneas: uma nova mancha na pele com crescimento incomum, inchaço, ferida e descamação que surge e não desaparece com o tempo. Muitas vezes, essa mancha coça e dói.

Os médicos recomendam a regra ABCDE para ajudar na detecção do câncer de pele , sobretudo do tipo melanoma, o mais grave: 

  • Assimetria: as duas metades da lesão ou mancha não são iguais ou idênticas. Uma parte é mais clara, outra mais escura, por exemplo.
  • Bordas: são irregulares
  • Cores anormais: a mancha tem uma cor incomum, como branco, rosa, preto, azul ou vermelho.
  • Diâmetro:  a mancha é maior do que 5mm.
  • Evolução:  você pode notar que a mancha ou lesão está mudando de tamanho, crescendo ou mudando de forma.

Fonte: Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC)

É importante dizer que locais menos expostos ao sol, como solas dos pés, genitais, embaixo das unhas e outras áreas do corpo também são suscetíveis ao câncer de pele, principalmente melanona. Pessoas negras, por exemplo, apesar de terem menor risco de desenvolver a doença (cerca de 10% dos casos) podem desenvolve-la nessas regiões  mais 'escondidas" do sol.

Leia também: Consulta por Telemedicina é mais "fria"? Confira mitos e verdades sobre essa nova modalidade de saúde.

Como prevenir o câncer de pele

Para diminuir o risco de câncer de pele, basicamente você precisar evitar expor sua pele à luz solar e outras fontes de radiação ultravioleta por longos períodos de tempo. Vamos às dicas:

  • Evite a exposição solar direta quando o sol está mais forte, das 10h00 às 16h00, ficando em casa ou na sombra durante esses horários.
  • Aplique protetor solar e protetor labial com fator de proteção solar (FPS) de 30 ou superior em qualquer pele exposta pelo menos 30 minutos antes de se expor ao sol.
  • Use chapéus, bonés e outras proteções quando estiver ao ar livre durante o dia.
  • Use óculos de sol que ofereçam proteção 100% UVB e UVA.

Fonte: American Academy of Dermatology Association

Também é importante examinar regularmente sua pele em busca de alterações, como novos crescimentos ou manchas. Informe o seu médico se você notar algo suspeito.

Se você desenvolver câncer de pele, identificá-lo e tratá-lo precocemente pode ajudar a melhorar sua perspectiva de longo prazo. Por isso, mantenha uma relação de proximidade e confiança com o seu profissional de saúde. Assim, você pode prevenir e detectar precocemente o câncer de pele e outras doenças.

Clique aqui para receber dicas de saúde direto no seu e-mail

Não vá embora!  Confira os artigos que separamos especialmente para você.

 Depressão tem tratamento. Saiba mais sobre essa doença. 

 Infarto: entenda os sinais que seu corpo dá antes de um ataque cardíaco. Clique aqui.

 Teste de gravidez caseiro funciona? Confira essa e outras dúvidas. Clique aqui.

 AIDS/HIV: O que é PrEP e porque ela salva milhares de vidas. Clique aqui.