banner01

Dia Nacional do Câncer: quais as diferenças entre tumores benignos e malignos?

No Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer, foram registrados aproximadamente 625 mil novos casos de câncer em 2020, sendo o câncer de próstata o mais comum em homens, seguido do câncer de cólon e reto. Já nas mulheres o câncer de mama é o mais comum, seguido do também do câncer de cólon e reto. 

Apesar de tão comum, o câncer ainda é envolto em tabus e carrega uma carga simbólica negativa muito grande, o que coloca um peso extra na pessoa que recebe o diagnóstico. Para alguns, ainda hoje, câncer é uma sentença de morte, apesar de ser cientificamente comprovado que, com o avanço das técnicas de diagnóstico precoce e tratamentos, as chances de cura aumentam ano após ano.

Em outras pessoas, é colocada uma imagem de “guerreiros” que “venceram o câncer”, o que pode ser um grande motivador para o tratamento mas também desumaniza o sofrimento, as dúvidas e ansiedades de quem está com a doença. “Eu não tenho o direito de ficar triste ou sentir raiva?” algumas pessoas podem perguntar.

Mas afinal, o que é o câncer e porque essa palavra causa tantas reações?

27 de novembro é o Dia Nacional do Câncer e hoje, o blog da Amparo Saúde te explicará tudo que você precisa saber sobre a doença.

De maneira simplificada o câncer é uma doença que pode atingir qualquer lugar do corpo humano, na qual algumas das células do corpo crescem de forma descontrolada e se espalham para outras partes do corpo. Essa doença pode atingir todas as pessoas, apesar de alguns tipos de câncer serem mais comuns conforme a idade avança. 

Normalmente, as células humanas crescem e se multiplicam (por meio de um processo chamado divisão celular ) para formar novas células conforme o corpo precisa delas. Quando as células envelhecem ou ficam danificadas, elas morrem e novas células tomam seu lugar. Esse é o ciclo natural.

Porém, às vezes, esse processo ordenado é interrompido e células anormais ou danificadas crescem e se multiplicam quando não deveriam. Essas células podem formar tumores, que são pedaços de tecido e podem ser cancerosos ou não cancerosos ( benignos ). 

Veja também: Consulta por telemedicina é mais "fria"? Clique aqui e entenda melhor.

Os tumores cancerosos, também chamados de tumores malignos, se espalham ou invadem os tecidos próximos e podem viajar para lugares distantes do corpo para formar novos tumores, um processo conhecido como metástase. Muitos cânceres formam tumores sólidos, mas os cânceres do sangue, como as leucemias , geralmente não.

Por outro lado, os tumores benignos, não se espalham ou invadem os tecidos próximos e, quando removidos, geralmente, não voltam a crescer, ao contrário dos maligno, que, às vezes, voltam a crescer. Alguns tumores benignos podem ser bem grandes e causar sintomas graves ou serem fatais, como tumores benignos no cérebro.

Clique aqui para receber dicas de saúde direto no seu e-mail

Diferenças entre células cancerosas e células normais

As células cancerosas diferem das células normais de várias maneiras. Listamos, a seguir algumas dessas maneiras:

  • Crescem na ausência de sinais dizendo-lhes para crescer. As células normais só crescem quando recebem esses sinais. 
  • Ignoram os sinais que normalmente dizem às células para pararem de se dividir ou morrer (um processo conhecido como morte celular programada ou apoptose ).
  • Invadem áreas próximas e se espalham para outras áreas do corpo. As células normais param de crescer quando encontram outras células, e a maioria das células normais não se move pelo corpo. 
  • dizem que os vasos sanguíneos crescem em direção aos tumores. Esses vasos sanguíneos fornecem oxigênio e nutrientes aos tumores e removem os resíduos dos tumores.
  • Se escondem do sistema imunológico . O sistema imunológico normalmente elimina células danificadas ou anormais. Além disso, algumas células cancerosas enganam o sistema imunológico que as ajuda a crescer e se desenvolver. Por exemplo, algumas células cancerosas convencem as células imunológicas a proteger o tumor em vez de atacá-lo.
  • Dependem de diferentes tipos de nutrientes do que as células normais. 
  • Muitas vezes, as células cancerosas dependem tanto desses comportamentos anormais que não conseguem sobreviver sem eles. Os pesquisadores tiraram proveito desse fato, desenvolvendo terapias que têm como alvo as características anormais das células cancerosas. Por exemplo, algumas terapias contra o câncer impedem que os vasos sanguíneos cresçam em direção aos tumores , essencialmente privando o tumor dos nutrientes necessários.  

Como o câncer se desenvolve?

O câncer é causado por certas mudanças nos genes, as unidades físicas básicas do nosso DNA. Os genes são organizados em longas fitas de DNA fortemente compactadas chamadas cromossomos.

O câncer é uma doença genética, ou seja, é causado por mudanças nos genes que controlam a maneira como nossas células funcionam, especialmente como elas crescem e se dividem.

Mudanças genéticas que causam câncer podem ocorrer por inúmeros motivos, como:

  • Erros que ocorrem à medida que as células se dividem. 
  • Danos ao DNA causados ​​por substâncias nocivas ao meio ambiente, como os produtos químicos na fumaça do tabaco e os raios ultravioleta do sol. 
  • Foram herdados de nossos pais. 
  • O corpo normalmente elimina células com DNA danificado antes que se tornem cancerosas, porém, a capacidade do corpo de fazer isso diminui à medida que envelhecemos. 

Essa é parte da razão pela qual as chances de desenvolvermos cânceres aumentam ao longo da vida.

O câncer de cada pessoa tem uma combinação única de alterações genéticas. À medida que o câncer continua a crescer, mudanças adicionais ocorrerão. Mesmo dentro do mesmo tumor, células diferentes podem ter alterações genéticas diferentes.

Você procura atendimento de saúde apenas quando está doente?

Saiba que esse não é o melhor jeito de manter a sua saúde em dia. Para ter mais qualidade de vida e saúde a longo prazo, o ideal é manter uma relação de confiança, transparência e proximidade com uma médica(o) de família ou profissional de saúde de sua confiança. 

Na Amparo Saúde, nossos times de saúde formados por médicas(os) de família, enfermeiras(os) e auxiliares de enfermagem enxergam os pacientes como um todo para criar programas de saúde personalizados de acordo com a necessidade de cada um deles. Assim, garantimos mais saúde e bem-estar por toda a vida. 

Clique aqui para receber dicas de saúde direto no seu e-mail

Não vá embora!  Confira os artigos que separamos especialmente para você.

 Depressão tem tratamento. Saiba mais sobre essa doença. 

 Infarto: entenda os sinais que seu corpo dá antes de um ataque cardíaco. Clique aqui.

 Teste de gravidez caseiro funciona? Confira essa e outras dúvidas. Clique aqui.

 AIDS/HIV: O que é PrEP e porque ela salva milhares de vidas. Clique aqui.