banner01

Por que a infecção urinária é mais comum em mulheres?

A infecção urinária é um problema que atinge muitas pessoas, principalmente mulheres, causando diversos desconfortos.

Você já teve infecção urinária e quer entender tudo sobre a doença: causa, sintomas, diagnóstico e tratamento? Então lendo o nosso artigo! 

O que é infecção urinária

Nosso sistema urinário é responsável por filtrar e remover resíduos do nosso corpo por meio da urina, produto resultante da filtragem do sangue pelos rins. 

Além dos rins, esse sistema também é formado por bexiga, ureteres e uretra. Todos atuando juntos para que o nosso corpo elimine resíduos.

Como funciona: a urina é  transportada pelos ureteres do rim até a bexiga, onde é armazenada para depois ser eliminada pela uretra. 

A infecção do trato urinário (ITU) é uma infecção causada por bactérias, principalmente Escherichia coli e Staphylococcus saprophyticus, que acomete parte desse sistema. 

Existem dois tipos de infecção urinária principais: 

A cistite, quando a infecção acomete a bexiga e a pielonefrite, quando os rins são atingidos.

Sintomas de cada tipo de infecção urinária:

Cistite: Dor ao urinar, desejo frequente de urinar e dor na parte inferior do abdômen.

Pielonefrite: Febre alta (acima de 38º), calafrio e dor lombar em um ou nos dois lados. É comum que a pielonefrite aconteça após a cistite. 

Está sentindo alguns desses sintomas? Procure atendimento médico.

Clique aqui para receber dicas de saúde direto no seu e-mail

Como evitar a infecção urinária

Confira as principais recomendações da Sociedade Brasileira de Nefrologia para evitar  o problema: 

  • Beba bastante água: essa recomendação vale para prevenir a infecção urinária e também para ter mais saúde! Quando bebemos bastante água, estimulamos nossa bexiga a funcionar, eliminando potenciais microrganismos que, futuramente, possam causar uma infeção.
  • Não segure a urina: quando sentir vontade de urinar, vá ao banheiro. Deixar de urinar quando necessário estimula o aumento da população de bactérias e, por consequência, o risco de infecção urinária.
  • Faça a higienização correta após ter relações sexuais: tome um banho após ter tido relações sexuais para que as bactérias que possam estar próximas ao canal vaginal sejam eliminadas.

Inclusive, é recomendado que se urine após a relação. 

Essas dicas também valem para os homens, principalmente aqueles que têm relações anais. Infecção urinária em homens é menos comum do que em mulheres, mas também acontece!

  • Fique atenta com o jeito que faz a sua higienização: após urinar, nunca passe o papel higiênico no sentido do ânus para a vagina. Isso faz com que você não leve bactérias fecais para o seu sistema urinário.

Se você é pai ou mãe de menina, ensine desde cedo o jeito correto de fazer a higienização íntima.

  • Lave as mãos antes e após urinar e evacuar: lavar as mãos é um dos melhores jeitos de se prevenir doenças infecciosas. 

Não se esqueça do jeito correto de lavar as mãos: com água corrente, sabonete e esfregando toda a mão, dedos e ponta dos dedos, além do punho.

A infecção urinária é mais comum em mulheres?

Estima-se que 15% das mulheres desenvolvam uma infecção urinária a cada ano (uma frequência 4 vezes maior que os homens) e 60% das mulheres terão a doença, pelo menos, uma vez ao longo da vida. 

Mas por que? 

Veja quais são os principais motivos

O primeiro deles é a anatomia do aparelho urinário da mulher, que facilita para que bactérias do ânus passem para a vagina. A uretra mais curta, quando comparada aos homens, também faz com que bactérias cheguem com mais facilidade à bexiga.

Além disso, o uso de absorventes para conter o fluxo menstrual e a não troca deles com a frequência adequada é um ambiente propício para a proliferação de bactérias que podem causar doenças. 

Questões hormonais e gravidez também contribuem para que as mulheres sejam mais suscetíveis ao problema. 

Por fim, as mulheres têm a característica comportamental de segurar mais a urina, principalmente, quando estão fora de casa, por conta da falta de banheiros suficientes e adequados. 

Diagnóstico da infecção urinária

Para comprovar uma suspeita de infecção urinária, o médico poderá pedir uma amostra de urina para determinar se há bactérias, sangue ou pus na urina. 

Junto desse exame, é feita a urocultura para identificar qual é a bactéria que está causando a infecção. 

Além disso, para suspeita de pielonefrite, exames de imagens podem ser necessários, como tomografias e ressonância magnética.

Como tratar uma infecção urinária

O tratamento da infecção urinária dependerá do tipo da infecção, da bactéria causadora e das características do paciente. Se é gestante, criança, idoso ou mulher, por exemplo.

Geralmente, o tratamento mais comum para a ITU é via o uso de antibióticos. Como forma de amenizar a dor e outros sintomas, analgésicos podem ser necessários.

Não se esqueça! Mantenha uma relação de confiança com o seu médico. Esse profissional é capaz de tratar e curar a sua infecção urinária. 

Clique aqui para receber dicas de saúde direto no seu e-mail