banner01

Mês da Mulher: exames indicados para mulheres após os 40 anos.

Mulher negra com um lenço laranja amarrado na cabeça sorrindo

Uma pergunta para você, mulher: como andam os seus exames de rotina? 

Você já sabe que, para manter a saúde em dia após os 40 anos, a prevenção e autocuidado são as chaves, pois, assim, você evita que doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, surjam ou piorem e garante mais qualidade de vida ao longo do tempo. 

Com isso, você terá mais saúde e disposição para aproveitar a vida! Afinal, muitas mulheres pensam, quando passam dos 40 anos, “Preciso cuidar mais de mim.”. Pois bem, essa é a hora!

Para te ajudar nessa missão, confira os exames mais indicados para mulheres após os 40 anos, segundo os médicos de família da Amparo Saúde. 

Tenha um estilo de vida saudável

Tenha hábitos e um estilo de vida saudável. A ciência é unânime em afirmar que ter uma alimentação variada que dê preferência a alimentos in natura, controlar o estresse, dormir bem, cuidar da saúde mental e fazer exercícios físicos regularmente já te ajudará muito na prevenção de diversas doenças.

A Organização Mundial da Saúde recomenda para adultos, pelo menos, 150 a 300 minutos de exercícios aeróbicos em intensidade moderada ou de 75 a 150 minutos de exercícios mais intensos por semana. Isso fará muita diferença na sua saúde! 

Além disso, é importante manter uma relação de proximidade e confiança com o seu médico de família para garantir que os seus exames de rotina estão em dia. Os famosos ‘check-ups’. 

Esse profissional conhece o seu histórico de saúde e indicará quais exames são mais indicados para você e, mais importante ainda, te ajudará a analisar os resultados para propor ações que sejam personalizadas para aquilo que a sua saúde necessita.

Sendo assim, vamos agora, aos principais exames indicados para as mulheres após os 40 anos.

Mamografia
Este exame é o principal meio de detectar o câncer de mama, o segundo tipo de câncer que mais atinge as mulheres, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer. A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que todas as mulheres façam mamografia anualmente a partir dos 40 anos e a partir dos 35 anos para mulheres que apresentam alto risco de desenvolver o câncer de mama. 

Considera-se risco alto mulheres com, pelo menos, um familiar de primeiro grau (mãe, irmã ou filha) com diagnóstico de câncer de mama em idade menor que 50 anos. 

Quer entender mais? Clique aqui  e confira o nosso artigo sobre o câncer de mama. 

Exame de densitometria óssea

Medindo a massa óssea de regiões importantes como fêmur e coluna você consegue analisar se os seus ossos estão fortes e resistentes. Isso ajuda no diagnóstico da osteoporose e osteopenia (perda de massa óssea).

Segundo a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), 200 milhões de pessoas convivem com a osteoporose no mundo, a maioria, mulheres, causando perda da qualidade de vida, fraturas e diversas complicações.

  • Rastreamento do diabetes: segundo o Ministério da Saúde 50% da população com diabetes não sabe que é portadora da doença. Por isso, exames de rastreamento são necessários em pessoas de todos os sexos com mais de 45 anos, sobretudo, aquelas que apresentam outros fatores de risco como hipertensão, sobrepeso, obesidade, histórico familiar, entre outros.

O rastreamento do diabetes pode ser feito coletando uma gota de sangue da ponta do seu dedo para avaliar se a quantidade de glicose no seu sangue está em níveis adequados. Para confirmar o resultado, o médico pode solicitar um teste oral conhecido como Curva Glicêmica.

Avaliação cardiovascular

Cuidar da nossa saúde cardiovascular sempre em dia é fundamental para prevenir doenças cardiovasculares, como AVCs, infartos e doença coronariana, a principal causa de morte de mulheres no mundo, certa de um terço das mortes, segundo a Organização Mundial da Saúde.  

Por isso, é recomendado que, a partir dos 40 anos, mulheres façam exames anuais para avaliar a saúde do coração e do sistema cardiovascular. Os mais solicitados são o eletrocardiograma - exame que, por meio de impulsos elétricos, avalia o ritmo cardíaco e o número de batimentos por minuto - e a medição e controle da pressão arterial utilizando o aparelho adequado.

Ultrassonografia pélvica e transvaginal

A ultrassonografia transvaginal é um exame usado para examinar o útero, ovários, trompas, colo do útero e região pélvica de uma mulher. Estes exames, não invasivos e que, no geral, não causam dor, apenas desconforto, são importantes e devem ser feitos anualmente, de acordo com a indicação médica.
A ultrassonografia pélvica pode fornecer muitas informações sobre o tamanho, localização e estrutura das massas pélvicas e ajuda no diagnóstico de condições e doenças que afetam a saúde da mulher como doença inflamatória pélvica, tumores benignos, endometriose, entre outras.

Avaliação ocular
Após os 50 anos, é recomendado que mulheres se consultem com um oftalmologista para avaliar como está a sua visão e que façam o exame de fundo de alho para diagnosticar algum problema ocular. Essa recomendação é especialmente importante para mulheres que têm diabetes, pois a doença pode danificar o nervo óptico causando diversos danos à saúde ocular.

Além disso, a consulta ao oftalmologista ajudará no diagnóstico da presbiopia, problema de visão que faz parte do envelhecimento natural dos olhos e é comum após os 40 anos. É a famosa “vista cansada” ou “doença do braço curto”. 

Lembrando que essas recomendações são gerais. Converse com o seu médico de família para avaliar quais exames e cuidados são necessários e qual a periodicidade ideal antes de sair fazendo vários exames.

Você procura atendimento de saúde apenas quando está doente?

Saiba que esse não é o melhor jeito de manter a sua saúde em dia. Para ter mais qualidade de vida e saúde a longo prazo, o ideal é manter uma relação de confiança, transparência e proximidade com uma médica(o) de família ou profissional de saúde de sua confiança. 

Na Amparo Saúde, nossos times de saúde formados por médicas(os) de família, enfermeiras(os) e auxiliares de enfermagem enxergam os pacientes como um todo para criar programas de saúde personalizados de acordo com a necessidade de cada um deles. Assim, garantimos mais saúde e bem-estar por toda a vida. 

Clique aqui para receber dicas de saúde direto no seu e-mail