banner01

Seu filho(a) não gosta de atividade física? Confira dicas de especialistas para torná-lo mais ativo

Grupo de crianças de diferentes etnias correndo em um parque felizes.

Desde os tempos mais antigos, o ser humano sabe da importância das atividades físicas para a saúde das pessoas. 

Atividade física, alimentação saudável (Adendo: saudável, não necessariamente para emagrecer), saúde mental, amizades e contato com outras pessoas fazem parte da fórmula para se viver mais, melhor e mais feliz.

Nesse artigo, vamos falar sobre o primeiro item dessa lista: atividades físicas. Vamos te mostrar como tornar seu filho mais ativo, para que ele seja um adulto mais saudável.  Vem com a gente.

O primeiro passo é entender que atividade física é muito mais do que ir para a academia 3 vezes por semana como uma obrigação. Tenha isso em mente: em vez de focar apenas exercícios programados (academia e aulas, por exemplo), foque também em ter um estilo de vida ativo, menos dependente do carro e com mais atividades ao ar livre. 

Isso vale para você e para o seu filho.

Quais são os benefícios das atividades físicas para as crianças?

Em crianças e adolescentes, diversos estudos são feitos anualmente para entender quais são os principais benefícios da atividade física nessa faixa etária. Os 3 principais são:

  • Mais saúde: Menos excesso de peso, melhor performance cardiovascular, menos crises de asma e maior densidade óssea;
  • Benefícios de longo prazo: Muitas doenças crônicas têm início nos primeiros anos da vida. Então, atividades físicas na infância e adolescência nos ajudam a sermos adultos mais saudáveis;
  • Hábitos para toda a vida: Alguns estudos sugerem que crianças e  adolescentes ativos têm menos probabilidade de se tornarem adultos sedentários.
    Clique aqui para receber dicas de saúde direto no seu e-mail

A OMS (Organização Mundial da Saúde) coloca 4 orientações para que tenhamos uma sociedade com crianças mais ativas:

crianças-info (1)

Infográfico mostrando as 4 orientações da OMS para manter as crianças ativas

1 - Reduzir o número de horas em frente à TV, celular ou computador.

Hoje as crianças gastam muitas horas em frente a esses aparelhos, principalmente os celulares. O que pode ser bom para o desenvolvimento cognitivo delas, no caso de jogos educativos, mas também pode criar um comportamento sedentário. 

Para mudar isso, determine horários específicos para celulares e TV e estimule seu filho a brincar e a se movimentar.

Sabemos que para reduzir esse tempo dedicado a aparelhos eletrônicos, precisamos substituir por algo que seja tão prazeroso quanto. Então, já pense qual atividade você vai colocar nesse tempo livre.

2 - Exemplo dos pais

Pratique você também atividade física, de preferência, com o seu filho. Futebol, pega-pega, queimada. Qualquer atividade que seja prazerosa e divertida! 

Praticar atividade com o seu filho também é uma bela oportunidade de estreitar laços e conhecer um pouco mais sobre eles.

As crianças aprendem vendo o exemplo dos pais. Então, como você quer que o seu filho seja ativo se você mesmo não é?

3 - Aulas de educação física

Como pais, precisamos virar a chavinha e entender que as aulas de educação física na escola são tão importantes quanto as aulas de português e matemática nas salas de aula. 

É uma oportunidade do seu filho se movimentar, interagir com os colegas, além de desenvolver senso de equipe e estreitar laços com os colegas.

4 - Estimular a participação em competições esportivas

Considere essa orientação como um bônus para fechar nosso ciclo virtuoso. Seu filho gosta de algum esporte? Veja se ele quer começar a competir na modalidade.  Campeonato de judô ou futebol da escola, balé e vôlei são boas opções para deixar o seu filho motivado e desenvolver habilidades como lidar com a derrota e trabalho em equipe.

Importante: Não force, ok? Pergunte e entenda se o seu filho quer realmente competir e não coloque suas expectativas em cima dele.

5 - Conheça o seu filho

Provavelmente essa é a dica mais importante para você, pai ou mãe, que quer que seu filho pratique atividade física. O que ele gosta de fazer? Qual o esporte preferido dele? Ele prefere atividades lúdicas ou mais competitivas?

Um estudo feito no Rio Grande do Sul mostrou que os esportes mais praticados pelos meninos são: futebol (82,5%), vôlei (18,2%), musculação (10.8%) e atletismo (10,7%). 

Já as meninas praticam mais voleibol (46,3%), dança (25,4%), handebol (20,3%) e ginástica (18,25%) (Impacto da atividade física e esportes sobre o crescimento e puberdade de crianças e adolescentes).

Conhecendo o seu filho você consegue criar um plano de ação que se adeque às necessidades e ao dia a dia. Como diz o artigo da Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, é fundamental que a atividade seja prazerosa e não com um caráter punitivo ou de obrigatoriedade.

Fale com seu filho. Fale com a escola e fale com outros pais que estejam na mesma situação que você.

Clique aqui para receber dicas de saúde direto no seu e-mail

Fontes

https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-05822008000400013&script=sci_arttext

https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S151938292003000100001&script=sci_arttext&tlng=pt